Alexandre Curi

Patrulha vai atuar no combate à violência contra a mulher

quarta-feira, 25/03/2015 @ 5:03PM

Atendendo proposição feita pelo deputado Alexandre Curi (PMDB), que foi encampada pelo deputado Felipe Francischini (SD), a Secretaria Estadual de Segurança deve implantar, nos próximos dias, o programa Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica Contra a Mulher, que será implementado pela Policia Militar, com apoio de outros órgãos de segurança. A proposta de Curi tramitava na AL desde 2.003.
O objetivo da iniciativa, que tem como base a Lei Maria da Penha, é fazer com que o Paraná passe a ter estruturas semelhantes às patrulhas já implantadas nos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, garantindo a redução deste tipo de crime.
Violência
O país é o sétimo em número de homicídios de mulheres, sendo que de 1980 a 2010, foram assassinadas 92 mil, quase metade dos casos (41%) dentro da própria residência, segundo o Mapa da Violência contra a Mulher do Instituto Sangari. Alexandre destacou a importância do atendimento à solicitação por parte do secretário Francisco Francischini, “que está atento às necessidades da sociedade, onde a mulher é a principal vítima de uma escalada da violência”.
A criação da patrulha, acrescenta o deputado, está embasada na lei 11.340/2006, conhecida como a Lei Maria da Penha. “A indicação busca não somente a quebra do ciclo de violência sofrido por estas mulheres, mas também a recuperação da autoestima e dignidade, além da independência financeira para estas vítimas”, frisou.
Mulher
A proposição é apresentada no mês em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, comemorado no último dia 8. A data comemorativa teve origem em 1917, nas manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho. A data passou a ser comemorada nos países em dias diferentes até 1977, quando a ONU definiu o 8 de março em homenagem as 129 operárias que morreram queimadas em 1857, presas dentro da tecelagem onde trabalhavam perto de Nova York.

Postado em: Notícias
Tags: ,

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!
Enviar uma resposta